Entrevistas Notícias

Conheça a primeira Campeã Brasileira de Canicross

A Vai Totó foi correndo conversar com a  atual Campeã do 1º Campeonato Brasileiro de Canicross, para conhecer e entender o que a fez subir no lugar mais alto do esporte no Brasil. Casada com o Fábio, mãe do Joaquim, a psicopedagoga Letícia Casonatto vem se destacando no cenário Rio Grandense, pela sua força e performance.
Natural de Bento Gonçalves-RS, tem um terreno propício para estimular o sobe e desce das montanhas ao lado da sua cãorredora Pipoca.

Ela focou, treinou e treinou para ser a campeã, em 2019, em Torres, do primeiro Campeonato Oficial do Brasil.

A seguir uns tiros com a campeã.

1- Como conheceu o canicross? 
Conheci o canicross através das redes sociais, numa publicação do Maurício Castro Pinzkoski.
Entrei para um grupo de canicross no whatsapp, administrado pelo próprio Maurício, e lá fui conhecendo cada vez mais sobre o esporte.

2- O que motivou você a iniciar no canicross?
Foi a energia em excesso da minha cachorra Pipoca e pela sua reatividade com outros cães.
Vendo q no esporte seria uma forma de canalizar a energia e socializa-la, optei em começar a praticar canicross com ela .

3- Qual foi a sua primeira prova?
Minha primeira prova só de Canicross, foi pela Vai Totó.
Foi muito legal, mesmo sendo para Pi algo novo e desafiador ela me surpreendeu, pois sabia o que estava fazendo lá e levou a sério como eu levo as provas de corrida.

APRENDA CORRIDA COM CACHORRO Infos sobre aulas de Canicross http://whts.co/vaitoto

4- Você ainda lembra das sensações?
Sim, um misto de emoção, ansiedade, medo e felicidade em concluir a prova.

5- Você faz parte de algum grupo?
Cusco Equipe de Canicross.

6- Como são seus treinos?
Meus treinos são divididos em treinos solos (3×por semana) e com a Pipoca de 1 a 2x por semana.
As vezes um treino dela é substituído por brincadeiras recreativas que exijam corrida.

APRENDA CORRIDA COM CACHORRO Infos sobre aulas de Canicross http://whts.co/vaitoto

7- Como concilia as tarefas do dia-a-dia, os treinos e as competições?
Não é fácil, mas quando a gente objetiva e foca a gente da um jeito na agenda.
Acorda mais cedo, troca um passeio pelo treino e vai fazendo combinações com a família.

8- O que você pensa à respeito do acompanhamento profissional para os treinos e competições de canicross?
Acho fundamental para evoluir e praticar de forma saudável o esporte.
Quanto as competições acho fundamental, pois a gente acaba tendo um objetivo de prova e sendo mais disciplinada para alcançar aquele objetivo.

9- Como enxerga o atual cenário de canicross no Brasil e no Rio Grande do Sul?
Vem crescendo muito, porém ainda há pessoas desinformados que acreditam ser um esporte que não respeita o cão e até de maus tratos.
Mas é justamente ao contrário, é um esporte com regras q visam sempre o bem estar do cão.
Acredito que os praticantes de canicross, devam se unir pra mostrar k esporte de forma correta, sempre usando os equipamentos necessários para a prática e assim democratizar o esporte.

10- Quais provas te marcaram mais?
TSG, Maratona do Vinho, Audax , mas a prova que mais nos divertimos foi a primeira etapa da Expocani (Vai Toto) em 2018, com muita lama, obstáculos e frio.

APRENDA CORRIDA COM CACHORRO Infos sobre aulas de Canicross http://whts.co/vaitoto

11- Qual será seu maior desafio em 2020?
Ser tetra campeã do Campeonato Gaúcho de Canicross – Vai Totó.

12- Na sua opinião, o que as competições de canicross no Rio Grande do Sul representam para o esporte no Brasil?
Representam a valorização do esporte nas terras gaúchas.
Uma maneira de mostrar que o canicross é um esporte sério, com regras e que respeita o bem-estar do animal.

13- Qual prova você indicaria para um iniciante?
Para iniciar, as provas da Vai Totó, são provas mais curtas, com nível de dificuldade menor, bem apropriada para os iniciantes.

APRENDA CORRIDA COM CACHORRO Infos sobre aulas de Canicross http://whts.co/vaitoto

14- Qual seu maior sonho dentro no cani?
Participar de um campeonato mundial.

15- Por que você indica o canicross como prática esportiva?
Porque trabalha o vínculo entre o tutor e o cão, além de promover a saúde de ambos.
É um esporte feito da parceria de um conjunto, que requer muito amor e confiança entre tutor e cão.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *