Dicas Pet Notícias Turismo Pet

Turismo Pet – OS PETS SÃO MAIS DO QUE ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO

 

Entrevista com Paloma Dias. Blogueira dá dicas para quem levar seu bichinho nas viagens de fim de ano

Os pets estão na maioria dos lares brasileiros. Prova disso é que seis em cada dez pessoas consideram o cachorro como membro da família. Além disso, a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet) registrou um crescimento de 6,9% neste mercado, mesmo em meio à crise.

Hoje, os cachorros e outros bichinhos têm participação ativa no orçamento de casa. Como parte do seio familiar, na hora de viajar, eles também embarcam nas férias e aventuras.

Foi o que aconteceu com a blogueira Paloma Dias. Em 2015, ela criou o blog Diário de Turista para compartilhar dicas e roteiros de viagens. Algum tempo depois, começou a viajar com sua filha de quatro patas, Pandora, uma Golden Retriever. A parceria deu certo. Juntas, elas já percorreram 12 estados brasileiros, que, inclusive, renderam boas histórias compartilhadas no blog.

Em entrevista ao JORNAL DA CIDADE, Paloma conta sobre os desafios e aventuras de suas viagens e outras curiosidades. Confira:

Porque um blog de viagens de turismo pet friendly. Como surgiu a ideia?

O blog Diário de Turista surgiu da minha paixão por viajar e conhecer novas culturas, além de compartilhar todos os relatos das minhas viagens levando informações úteis para outras pessoas na hora de viajar. Tudo começou em meados dos meus 12 anos de idade, quando acompanhava a minha mãe e meu padrasto em viagens de trabalho pelas estradas do Brasil.

Aos 16 anos de idade (com devida autorização dos meus pais e toda segurança necessária), comecei a me aventurar sozinha pelo nosso país. Aos 17 anos, fiz a minha primeira viagem internacional para a França e, a partir de então, não parei mais.

Continuei viajando para vários destinos do mundo e em cada região aprendia muito sobre a cultura local, atrações turísticas, gastronomia e diversas outras coisas que acho importante passar adiante para aqueles que vão conhecer o mesmo destino que eu estive, ou para aqueles que não podem viajar e que queiram conhecer o mundo sem sair de casa.

A Pandora chegou ao blog algum tempo depois, vi que deu certo, foi tranquilo e muito bom para ela viajar com a minha família, e desde então não parei mais: ela está presente na maioria das viagens que faço.

Vocês costumam viajar de carro, avião, trem ou ônibus? Quais as maiores dificuldades que já passaram nos roteiros?
Com a Pandora, sempre viajamos de carro (mas estamos programando a primeira viagem internacional dela). Em uma de nossas viagens, tive que parar no meio do caminho, mas, na estrada, não encontrei hotel que aceitasse a Pandora (parada pet friendly). Então, eu, meu marido e ela dormimos no carro. Após o ocorrido, passei a organizar e planejar melhor os nossos roteiros para evitar perrengues e esse tipo de transtorno durante as viagens. Nossa maior dificuldade em viajar com ela é encontrar estabelecimentos que aceitam cachorros de porte grande. Muitos locais aceitam o pet de pequeno e médio porte, mas, quando se trata de um cachorro maior, há muitas limitações e restrições. Por isso, é essencial montar um roteiro com antecedência e pesquisar sobre todas as paradas e passeios que irão fazer.

Com o crescimento do setor pet, como você vê a importância que os estabelecimentos precisam dar a eles?
A Pandora é também um membro da família. Portanto, a quero participando de todos os momentos especiais. Quando encontro bons lugares para frequentar e eles não aceitam pets, sinto como se não me aceitassem ali também, pois ela é importante na minha vida. Gostaria que todos os estabelecimentos tivessem o entendimento de que os pets hoje em dia são mais do que animais de estimação que ficam na varanda de casa, eles são membros da família e merecem ser tratados como tal.

Um local espaçoso não significa que é pet friendly. O que um lugar que aceita animais de estimação precisa ter, de fato, para ser pet friendly?
Não é porque o local tem espaço que podemos chamar de espaço pet. Para o estabelecimento ser de fato acessível para os pets, é necessário que comporte e seja preparado para receber os nossos filhos de quatro patas. Compreender que não é apenas aceitá-los ali, mas também fornecer alguns itens básicos para tornar a estadia e/ou o espaço mais confortável, fornecendo vasilhas para água e ração, caminha, sacolinhas para colocar as necessidades deles, tapete higiênico e também alguns petiscos para agradá-los.

É fácil encontrar hotéis que comportam pets?
Não é tão fácil. Preciso fazer uma pesquisa robusta antes de fechar o roteiro. Os hotéis que aceitam os pets ainda são poucos, principalmente se for de porte grande. Os estabelecimentos estão vendo o quanto é importante aceitar os nossos filhos de quatro patas, e muitos já estão se especializando em hospedagem pet friendly.

Antes de viajar é fundamental que o pet esteja com todas as vacinas em dia e com boas condições de saúde. Em nossas viagens, sempre levo os brinquedos favoritos da Pandora para ela se entreter no caminho, além de bebedouro e comedouro portátil, coleira com plaquinha de identificação que contém o nome dela e meu contato, guia, ração, petiscos, caminha, cinto de segurança (em caso de viagem de carro), cartão de vacina, que é exigido pelos hotéis na hora de fazer o check-in, e principalmente o passaporte dela, que contém todas as informações com foto, nome, raça, cor, sexo, data de nascimento, número do microchip e todos os dados de vacinação. Além disso, verifico as normas e política dos estabelecimentos onde iremos visitar.

Juntas, vocês já percorreram 12 estados, incluindo Minas Gerais. Quais lugares você recomenda para uma boa viagem e aventura pet friendly?
Eu e Pandora já nos aventuramos por diversas cidades do nosso Brasil, incluindo Minas (onde residimos). Hospedamos-nos em lugares incríveis que de fato aceitam e estão prontos para receber os hóspedes pets de todos os portes. Tenho no blog postagens com indicações de várias cidades que fazem parte dos 12 estados que percorremos.

Existe um nicho grande de blogueiros pet friendly? Você recebe muitos retornos de pessoas que têm pet?
Não existem muitos blogueiros na capital mineira desse nicho no Brasil de um modo geral. As pessoas têm muitas dúvidas na hora de viajar com o cachorro. Elas buscam o blog Diário de Turista como auxílio para encontrar estabelecimentos pet friendly e também para tirar dúvidas sobre planejamento e organização em viagens com o pet.

Fonte Jornal da Cidade BH

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *